19 de set de 2011



Blog em atualização!


O De Olho no Social está em reconstrução. Em breve retornaremos com novidades.

Agradecemos pela sua compreensão.



5 de ago de 2011

Caravana médica


Neste domingo, 7, a Caravana Médica Professor Thales de Azevedo vai realizar atendimento médico gratuito à comunidade de Massaranduba, no município de Irará, a 128 Km de Salvador. Cerca de 40 voluntários, entre médicos de diversas especialidades - oftalmologista, cardiologista, pediatra, clínico geral, endocrinologista, neurologista- ,dentistas, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, técnicos de laboratórios e cabeleireiros, vão estar presentes no encontro. O atendimento será realizado na Escola Municipal São Jorge, a partir das 9 horas,e tem por meta beneficiar cerca de 800 pessoas, desde crianças a idosos.

A Caravana Médica Professor Thales de Azevedo já ultrapassou a marca de 30 mil atendimentos médicos gratuitos para pessoas carentes dos bairros periféricos de Salvador e outros municípios baianos. A cada três meses, os voluntários, sem nenhum apoio do poder público ou da iniciativa privada, e sem qualquer conotação religiosa, doam suas energias num domingo para levar atendimento médico e orientações para as populações carentes.

Atuando desde 1998, quando foi fundada, a Caravana Médica é uma iniciativa da Associação Latino Americana (ALA), presidida pelo engenheiro argentino José Molinero,e tem na coordenação o médico peruano Carlos Finetti.





28 de jul de 2011

Pescadores são beneficados com Programa Social

Presidente da Associação de Pescadores de Abadia prevê aumento de 20% no faturamento mensal dos trabalhadores, após implantação do PAA

Contribuir com o fortalecimento da pesca artesanal praticada em Abadia, vilarejo de Jandaíra, no Litoral Norte do Estado, através da comercialização direta dos pescados, sem a ação de “atravessadores”. Esse é o objetivo principal do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que foi lançado recentemente na Igreja Nossa Senhora de Abadia. Mais de 200 beneficiados compareceram ao evento, e conheceram as vantagens do PAA.

Para o presidente da associação, Ícaro Silva, o programa, que é ligado à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), vai trazer benefícios. “Isso é de uma importância imensa, porque agora nós vamos ter local adequado para estocar o marisco, vender diretamente, e receber no prazo certo” detalha. Para Silva, um dos principais trunfos será o acréscimo na receita, que gira em torno de R$ 550 por mês. “Eu já consigo visualizar um aumento de 20%”, calcula.

A superintendente regional da Conab, Rose Edna Pondé, acredita que a implantação do PAA na região significa um passo importante no fortalecimento do associativismo e reflete o esforço conjunto de instituições parceiras. “Esse trabalho vem sendo discutido desde 2009, no intuito de implementar políticas que assegurassem a inclusão dessas pessoas através da garantia de renda”, ressaltou.

Presente ao lançamento, o deputado estadual Marcelino Galo (PT), enalteceu que os pescadores de Abadia são os primeiros a receber o programa no Litoral Norte do Estado. “Eles são pioneiros em um processo que garante renda e remuneração ao pescador, que vai receber a preço de mercado”, destacou.

Com a implantação do PAA, os fornecedores vão vender os mariscos para a própria associação, que faz o estoque e escoa para os grandes centros. De acordo com a consultora e engenheira de pesca, Carla Talita Silva, essa ação vai melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores e agregar valor à atividade, através da realização de um comércio justo. “Os ‘atravessadores’ compravam na mão deles por R$ 2 a R$ 5 o quilo, e revendiam por R$ 18 a R$ 20, principalmente em Aracaju”, revela.

Novos Horizontes – Durante o lançamento do PAA, foi reeditado o programa Novos Horizontes, uma idealização da Concessionária Litoral Norte (CLN)/Instituto Invepar. Desde 2006, o programa oferece formação e treinamentos em gestão de empreendimentos comunitários; doação de equipamentos, como embarcações e utensílios de pesca; fortalecimento institucional, e contratação de consultorias para realização de diagnóstico e articulações junto ao poder público, para inclusão dos pescadores e marisqueiras da Costa dos Coqueiros nas políticas públicas.

“Estamos iniciando mais uma edição do projeto Novos Horizontes, na tentativa de beneficiar outras comunidades pesqueiras, mobilizá-las e orientá-las a acessar as políticas, como ocorreu com os pescadores e marisqueiras de Abadia”, afirma a coordenadora do Departamento Socioambiental da CLN, Juçara Freire. Além de Jandaíra, devem ser beneficiadas as comunidades dos municípios de Camaçari, Mata de São João, Entre Rios, Esplanada e Conde.

24 de jul de 2011

Projeto Social Bagunçaço


No programo programa Ação apresentado, no dia 23, por Serginho Groisman, foi mostrado o trabalho fantástico conduzido pelo Projeto Social Bagunçaço, aqui na nossa cidade. É bonito vermos como as crianças do projeto se mobilizaram e conseguiram transformar suas vidas criando, no início, a Banda de Lata e depois agregaram outros projetos tornando-as seres mais felizes e com a auto estima elevada. Muitas delas poderiam, hoje, se encontrar nas ruas, fazendo uso de drogas e praticando atos ilícitos, mas foram motivadas pela música a trilhar pelo caminho do bem. Estes e outros projetos em todo o Brasil, recebem o apoio do Criança Esperança, uma campanha reconhecida pela ONU que incentiva o debate sobre políticas públicas e transforma vidas.

Grupo Cultural Bagunçaco

Grupo Cultural Bagunçaço (GCB) é uma entidade civil e sem fins lucrativos que busca atender e promover os direitos da criança, do adolescente e do jovem através de atividades artísticas, educacionais e sócio culturais. A instituição realiza atividades como oficina de percussão, dança, arte com reciclados, literatura, bem como seminários, palestras e cursos profissionalizantes. As suas ações para com os atendidos tem o intuito de resgatar a auto-estima e contribuir para o desenvolvimento social, humano e profissional dos mesmos.

Maiores informações sobre o Bagunçaço podem ser obtidas no link: http://bagun.tvlata.org/historia.htm e sobre o Criança Esperança no http://redeglobo.globo.com/criancaesperanca/

3 de jul de 2011

GAPA promove ação social

Uma mistura de show, arte, solidariedade e trabalho social pode ser conferida na ação promovida pelo GAPA Bahia (Grupo de Apoio à Prevenção à AIDS na Bahia). O Grupo  promove o espetáculo “Os Manos do Bem: Arte e Cidadania na Luta contra a AIDS no Pelourinho”, no próximo dia 13 de julho, às 17 horas, na Praça Tereza Batista – Pelourinho. O show, resultado de projeto homônimo, irá apresentar músicas inéditas de hip hop compostas por jovens entre 14 a 22 anos. Durante o show também haverá intervenções artísticas de dança e grafite, além da participação especial do DJ Bandido e outros convidados da cena do hip hop soteropolitano. Já nos dias 20 e 27 de julho e 03 de agosto acontecerão ainda mais três apresentações do espetáculo – sempre às quartas-feiras, no mesmo local.


Na ocasião também será lançado o CD com a gravação de músicas elaboradas pelos jovens durante as oficinas do projeto. O CD “Manos do Bem”, com 10 músicas inéditas de hip hop, terá mil cópias e será gratuitamente distribuído nas escolas públicas de Salvador. As temáticas das músicas giram em torno de Saúde, Cidadania, Racismo, Luta contra a Homofobia, Preservação da Escola e Prevenção das DST/AIDS.
Tanto o CD quanto o show são resultados das oficinas que aconteceram de dezembro de 2010 a janeiro de 2011. Em parceria com a Secretaria Estadual de Cultura, o projeto “Os Manos do Bem” contou com oficinas em quatro temáticas - break, grafitagem, composição musical e DJ, e com aulas de comunicação, sexualidade, gênero, raça e prevenção. Entremeadas com essas aulas práticas e teóricas, os jovens tiveram acompanhamento psicossocial.

Serviço:

O que: Espetáculo “Os Manos do Bem”

Quando: 13 de julho às 17h, 20 e 27 de julho às 16h e 03 de agosto às 16h

Onde: Praça Tereza Batista – Pelourinho

Preço: Gratuito

13 de jun de 2011

Projeto qualifica jovens em Catu de Abrantes

Capacitar e inserir no mercado de trabalho jovens em situação de vulnerabilidade social. Essa é a principal proposta do projeto Alternativas de Renda – Formação de Jovens para o Turismo socioambiental JovemTur, que inicia sua próxima turma na segunda-feira (06).

Realizado pela Concessionária Litoral Norte (CLN) e o Instituto Invepar, com apoio do terreiro Ilê, Axé, Ibá, Lugan, que disponibiliza espaço físico para realização do curso, o projeto proporciona qualificação técnica profissional a jovens de Catu de Abrantes, em Camaçari (BA), para atuarem na área de turismo do município e da região do Litoral Norte da Bahia. A iniciativa visa estabelecer parcerias com empresas de turismo para facilitar a inserção dos formandos no mercado de trabalho.

Para a coordenadora, Alessandra Souza, da Oliveira e Consultores Associados (OCA), que executa o projeto JovemTur, esta iniciativa além de possibilitar o desenvolvimento profissional dos jovens, também é um vetor de desenvolvimento econômico para a comunidade. “Iniciativas de fomento ao desenvolvimento profissional da juventude possibilita as comunidades de baixo dinamismo econômico a buscar soluções locais de desenvolvimento e também faz com que o jovem tenha motivos para acreditar que possa tornar-se um agente importante nessa mudança”.

O grupo, durante três meses, terá aulas de história, atrativos turísticos da região, empreendedorismo, alimentos e bebidas, turismo sustentável e meio ambiente, todas ministradas por uma equipe formada por pedagogos, psicólogos e turismólogos especializados em gestão e desenvolvimento sustentável.

13 de mai de 2011

Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes


As ações do Comitê Estadual para o dia 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, estão distribuídas em dois momentos: um seminário no próprio dia, das 8h às 17h, na sede do Ministério Público e uma ação mobilizadora na Praça Municipal de Salvador, em frente ao prédio da Câmara e terá inicio às 14h com apresentações culturais (teatro, esquete, dança e capoeira) de adolescentes e jovens de diferentes bairros da capital, além da distribuição de material informativo.
As inscrições para participar do seminário poderão ser realizadas pelo site http://www.mp.ba.gov.br/

28 de abr de 2011

Sugestão para o Dia das Mães

Artigos úteis e de bom gosto são cuidadosamente confeccionados por artesãs das Comunidades de Areias e Abrantes.

Colchas, almofadas, portas-jóias, sapateiras, galinha chá, kit SOS cozinha são artigos feitos com retalhos de tecidos e integram a exposição que acontece amanhã, 29, na sede da Concessionária Litoral Norte (CLN), na BA-099. Para Juçara Freire, Assistente Social da CLN, “a realização do evento, dentro da Concessionária, é uma forma que a empresa tem de valorizar e apoiar o artesanato produzido pelas comunidades que vivem no entorno do pedágio. Os produtos são todos confeccionados pelas mãos das artesãs que fazem parte da Oficina de Retalhos do Instituto Social Preamar, uma Ong que foi fundada em 2001 e tem como objetivo capacitar profissionalmente e propiciar renda para as mulheres da comunidade de Areias e Abrantes.
Além de rentabilidade, já que cada artesã ganha em média um salário mínimo, a Ong promove a possibilidade da artesã trabalhar na sua residência, enfatiza Sandra Maciel, Presidente da Ong que já possui uma marca, a Full Chic. ”As artesãs passam no Instituto recolhem a matéria-prima, retalhos de tecidos, e desenvolvem seu trabalho a vontade, sem precisar descuidar dos filhos.

Sobre a Ong Preamar

O Instituto Social Preamar foi fundado por um grupo de moradoras do Condomínio de Interlagos com o objetivo de promover a produção de artesanato, capacitação profissional e cidadania para mulheres, jovens e adultos  que residem nas comunidades de Areias e Abrantes. Atualmente 17 artesãs fazem parte da Oficina de Retalhos que já possui uma marca patenteada, a Full Chic. A criação e exploração da marca é resultado da capacidade de organização das artesãs que participaram de um curso de reutilização de retalhos com técnicas de fuxico e amarradinho. O curso teve o  objetivo de  propiciar a confecção de almofadas, colchas, tapetes, até grinalda de fuxico e, hoje, a marca diversificou-se e agrega outros produtos que fazem parte do seu portfólio. O grupo de artesãs conta com o trabalho especializado da instrutora e designer formada pela UNEB, Arlene Costa. “Eu crio as peças conforme as demandas dos nossos clientes, mas também conto com a participação das artesãs porque os pedidos são muitos especiais e devem ser cuidadosamente preparados, enfatiza a designer”.

Para adquirir os produtos, pessoas físicas e jurídicas, podem manter contato com a Ong que funciona na Rua Augusto Alcântara, 350 - Areias, ou pelo telefone: 9120 7177.

10 de abr de 2011

Manual em Braille



Um exemplo de consideração ao consumidor e uma ação bem pensada em prol dos deficientes visuais diz respeito ao manual elaborado pelo Aché Laboratórios - “Aplicando Braille em Embalagens Secundárias e as Novas Exigências da RDC 71”. A cartilha traz informações sobre deficiência visual, história do alfabeto Braille e orientações sobre a correta adequação à Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 71, publicada em 22 dezembro de 2009 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A RDC 71 estabelece regras e diretrizes para a rotulagem, visando garantir o acesso à informação segura e adequada em prol do uso racional de medicamentos, sendo válida para todos os fabricantes. De acordo com a resolução, as embalagens secundárias, ou seja, as que são visíveis pelo paciente, devem informar o nome comercial do medicamento ou, na sua falta, a denominação genérica de cada princípio em sistema Braille, sem afetar a legibilidade das informações.

O manual pode ser solicitado gratuitamente por meio da Central de Atendimento a Clientes do Aché, no telefone 0800-701-6900 ou no e-mail cac@ache.com.br, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.
Sobre o Aché Laboratórios

O Aché é uma empresa 100% brasileira, com mais de 40 anos de atuação no mercado farmacêutico. Conta com dois complexos industriais, um em sua sede, em Guarulhos (SP), e outro em São Paulo (SP), cerca de 3,5 mil colaboradores e uma das maiores forças de vendas do segmento no Brasil. Para atender às necessidades dos profissionais de saúde e consumidores, o Aché oferece um portfólio diversificado com mais de 250 marcas em 600 apresentações de medicamentos sob prescrição, genéricos e MIP (isentos de prescrição). No mercado internacional, exporta para 11 países da América do Norte, América Latina e África. Em 2010, o Aché registrou receita operacional bruta de mais R$ 2,2 bilhões.

Fonte Release